segunda-feira, 4 de maio de 2015

GUIDOVAL-MG / SERRA DA ONÇA

Apesar de não ter tido tempo para viajar com a Ténéré, consegui uma folguinha e fui até a Serra da Onça que fica na zona rural de Guidoval.


Mesmo morando em Guidoval a minha vida toda,esta foi a terceira ou quarta vez que fui lá. O que é até uma falta de respeito da minha parte como guidovalense, já que este "arraial" teve papel importante na história da cidade. Foi lá que Guido Marliére, permanecia quando estava na região e onde ele veio a falecer.

Nos últimos anos houve uma revitalização do local, com a instalação de alguns restaurantes que serviam comidas típicas e tinham música ao vivo nos finais de semana. Se por um lado teve um ponto positivo com o aumento da visitação, por outro isso gerou uma super valorização de terrenos e tirou um pouco da paz do local, devido ao grande número de pessoas, segundo um dos moradores. Mas agora parece que já deu uma esfriada, pois dos três restaurantes iniciais um já fechou.




Tem uma praça com um monumento em homenagem a Guido Marlière, onde estariam as suas cinzas.



Descendo um pouco mais temos o antigo casarão. Está em péssimas condições, mas se fosse feita uma restauração iria ficar muito bonito e consequentemente atrair mais turistas.


E mesmo estando abandonado, tem um cãozinho de guarda lá.


Ele se mostrou meio irritado quando viu a nossa presença, mas é super dócil. Bastou meio assobio que ele veio abanando o rabo.


A estrada está em boas condições, mas tem muita poeira devido a falta de chuvas.



Se você é da região e não está com muito tempo disponível este é um ótimo passeio pra esvaziar a mente. E pra quem é de longe fica o convite pra vir em Guidoval.

6 comentários:

  1. Esta casa seria de Guido Marliere ou de José Martins Ferreira ? Sei que Guido Marliere desbravou o local. Mas José Martins Ferreira tinha uma fazenda lá e também o filho Joaquim Martins. Agradeço sua resposta.
    Endereço acima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cleusa, muito legal a sua dúvida que também se tornou minha. Andei pesquisando, mas não encontrei nada. Vou ver se consigo conversar com algumas pessoas aqui de Guidoval e descobrir um pouco mais sobre a fazenda. E muito obrigado pela visita aqui no blog.

      Excluir
    2. Obrigada você pela oportunidade de falar com parentes. A Fazenda que aparece de frente com uma escada era do nosso avô e foi abrindo a porta que ele recebeu um tiro de um covarde, pelas costas, ao chegar em casa. Era um homem correto. O título de Coronel foi dado pelo governo para ficar responsável pelo local. É como se fosse prefeito. Sei que ainda há´um parente vivo em Guidoval e que vive só com uma filha bem nova.Tentei falar com ele mas a filha não o deixou falar. Talvez até tenha falecido, já faz tempo que não tento falar.
      Sei também que Cel Joaquim Martins zelava pelo cruzeiro que foi colocado
      quando Guido Marliere chegou na região e escolheu o local para a Fazenda dele.
      Se você for a Ubá e falar com minha irmã que mora lá, seria bom para você. Ela está com mais de 90 anos mas tem uma memória fantástica. Nós nos falamos pelo telefone quase todos os dias.Ela nasceu lá. Eu fui registrada em Sapé de Ubá mas também nasci na fazenda.Quando tiver súvidas pode falar comigo. Eu que sei poderei lhe dizer. É HISTÓRIA. Abraço.

      Excluir
  2. Prezado Guidovalense, meu bosavô José Martins Ferreira tinha uma fazenda com plantação de café.Levava para o porto, em cavalos . Ele gostava muito de ler e assinava o jornal não sei se do Rio ou de B. Hte.Meus irmãos contam que ele gostava de contar as historias das Mil e Uma Noites. Seu filho era Cel. Joaquim Martins, título dado pelo governo por ser pessoa que tinha ascendência na população e comportamento ilibado. Meu bisavô faleceu em Guidoval pois morou depois do falecimento da esposa com minha mãe. A minha mãe tinha a bisavó e avó irmãs filhas José Coelho.
    Não consigo saber de onde vieram. Meu bisavô tinha os olhos azuis "céu" e muitos de nós temos os olhos claros, ou azuis ou verdes.
    Agradecida. Cleusa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia ... meu nome é Emília, sou Guidovalense e neta de Joaqui Martins ... Meu pai se chamava Alaercio Martins , é faleceu á 05 anos atras ...
      Pela primeira vez , vi uma reportagem sobre a minha terra , é fiquei muito feliz ...
      Obrigado .

      Excluir
    2. Bom dia Emilia. É um prazer falar com você, minha prima em primeiro gráu. Seu pai, tio Alaor me visitava no Rio quando ia levar cebola e não me lembro se batatas, no cais do porto. Os olhos azuis céu do bisavô e tão lindo como o pai e avô.Há uns 3 anos estive em Ubá e o visitei. Conversamos muito e ele ficou muito feliz e eu mais ainda. Para minha tristeza ele faleceu pouco depois.
      Vamos nos falando e quem sabe eu iria aí e você também viria ao Rio e eu a receberia em casa, tá?Vou passar meu email para você:
      www.cleusa.arantes@gmail.com
      Com carinho da prima, Cleusa.

      Excluir