quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

FELIZ NATAL

Esse ano foi muito bom em alguns sentidos e muito ruim em outros, e apesar de todos os erros e acertos eu ainda consigo fechar o ano com a sensação de dever cumprido e querer mais para o próximo ano. Mesmo que para o próximo ano a perspectiva não seja boa, nós temos que nos manter firmes e buscar sempre melhorar.

Gostaria de agradecer a todos que contribuíram e contribuem aqui com o blog, e que tenham um ótimo natal e fim de ano. Agora é chegada a hora de colocar a moto na estrada, esquecer de todos os problemas e recarregar as baterias. Ano que vem tem mais postagens aqui no Barbados.

Grande abraço a todos!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

FORTIORI MOTO DESIGN - MALÉVOLA

Que o pessoal da Fotiori Moto Design faz projetos fodas, não é novidade. O primeiro deles, a Malévola, já foi assunto em tudo que é lugar e nem tem muito mais o que se falar sobre ela.

Recentemente o Mariano me enviou algumas fotos de um ensaio feito pelo Bruno Caneschi. Acho que as fotos falam por si só!







segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

DICA DE CANAL #05

Mais uma dica de canal aqui no Barbados, e hoje é também uma dica de blog. Porque não dá pra falar do canal desse cara, sem falar do blog. O RoadGarage é o blog do brother Filipe, que já viajou praticamente o Brasil inteiro e toda a América do Sul.

No blog ele faz as postagens contando cada dia de cada viagem e mantém um bom acervo de fotos. Só tem foto massa! E no canal homônimo ele tem alguns vídeos de viagens, e os que eu mais gosto são das manutenções que ele faz na moto na garagem de casa. Eu pago muito pau pra isso. Além dele meter o Harlão em qualquer lugar (faça chuva, faça sol), ele ainda manja muita coisa da mecânica e elétrica da moto. Isso sim é o que eu acredito e tento pregar na minha vida. Vá em qualquer lugar, quando quiser, e saiba consertar a sua moto. Precisa mais?

O vídeo que vou postar é um sobre que ferramentas levar em uma viagem de moto. No caso dele as ferramentas são mais específicas para a Harley, mas para quem não tem ideia nenhuma do que levar já é um bom ponto de partida.

sábado, 12 de dezembro de 2015

TESTE - VELA IRIDIUM + CABO IBOOSTER F1 #03

Para entender os resultados aconselho a leitura dos posts anteriores aqui e aqui.

Acabei demorando para fazer esse post, pois resolvi estender o tempo de testes. Como o cabo iBooster já estava na moto, continuei com ele durante um mês. Nesse período o uso foi sempre o mesmo, mesclando entre rodoviário e urbano.


Depois de um mês, retirei o iBooster e voltei com o cabo original. Como havia cortado ele, eu fiz a emenda com solda branca e isolei bem. Testei por mais um mês nessa configuração, também com o mesmo tipo de uso.


Os resultados finais foram muito parecidos nos dois testes.

-As melhorias na partida, torque e retomadas se mantiveram mas com uma pequena vantagem nas retomadas para o cabo iBooster;
-A velocidade final se manteve a mesma obtida anteriormente. Entre 130km/h e 133km/h e entre 132km/h e 135km/h para o cabo normal e iBooster respectivamente;
-O consumo apresentou uma melhora em relação às médias anteriores, mas foi identico nos dois testes. Ficou na casa dos 30km/l e nesse caso eu acho que melhorou devido manutenção e limpeza da ingeção, além da troca do filtro de ar.

Então a conclusão que temos é a seguinte. Esse cabo não trás nenhuma vantagem que justifique o seu investimento, já que o comportamento não moto foi praticamente o mesmo. Apesar de a melhoria nas retomadas ter sido algo que eu senti falta quando estava com o cabo normal, mesmo que isso tenha sido pouco perceptível, deu uma diferença.

A vela de iridium por sua vez tem sim uma boa relação custo x benefício quando o assunto é durabilidade, e o que faz a moto manter ou melhorar a sua autonomia é deixar ela bem regulada, limpa e utilizar combustível de qualidade.

Então, eu vou voltar o cabinho vermelho pra minha moto já que eu comprei mesmo, mas se você está na dúvida eu não aconselho. Espero que esses posts possam esclarecer algumas dúvidas.

Outra coisa que quero deixar bem claro é que em momento algum quero denigrir a imagem do fabricante. O que eu fiz foi apenas postar a minha opinião como usuário e o que eu percebi durante o uso do equipamento.

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

ABOUT SOME TATS

Uma coisa que eu nunca falei aqui no Barbados foi sobre tatuagens. Não sei porque deixei esse assunto de lado, já que é uma coisa que eu gosto tanto.

Outro dia, assisti um vídeo bem bacana do canal WatchCut Video. Onde eles fazem uma séria de episódios chamados "100 Anos de Beleza", e para o episódio 14 uma jovem aceitou o desafio de fazer 11 tattoos em uma semana, onde cada tattoo representava um estilo icônico e que marcou época nos últimos 100 anos nos EUA.

Confira o vídeo abaixo.


Um dos estilos que eu mais gosto é o do Guy Aitchison. Não é atoa que tenho um biomecânismo inspirado no estilo dele.

domingo, 6 de dezembro de 2015

WHAT THE FUCK? #24

Nem me lembro mais onde achei essa foto, mas o nome do arquivo quando salvei merece ser divulgado: ShitRod

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

NESTE NATAL, DÊ UMA CERVEJA DE PRESENTE

Depois que eu comecei a beber cervejas especiais (artesanais) e de melhor qualidade, eu percebi uma coisa. Sempre que alguém quer me presentar, essa pessoa me dá uma cerveja. Eu nem lembro mais quando foi que eu ganhei um presente de aniversário que não fosse cerveja.


E é lógico que como todo presente, as vezes o tiro sai pela culatra. Assim como uma roupa que não serve direito as pessoas podem errar na hora da compra da cerveja. Tanto que eu já ganhei cerveja vencida; cerveja com o preço alto, mas com sabor baixo e já ganhei muita cerveja boa também. Então eu resolvi fazer uma lista com alguns itens que devem ser observados se você pretende presentear alguém com alguma cerveja:

-Cerveja cara não é sinônimo de qualidade. Nem sempre vá pelo preço;
-Procure saber qual o estilo preferido ou marca (esse não tem erro);
-Verifique o prazo de validade. Cerveja vencida (estragada mesmo) fica ruim. Agora, se venceu na semana que você comprou, pode levar que ainda está boa;
-Descubra uma breja que ainda não foi degustada;
-Se não quiser comprar uma cerveja, um copo especial também é uma boa. Para cara tipo existe o copo ideal;
-Se der a breja e o copo juntos, ai sim fica bom;

Espero que as dicas possam ajudar quem tem alguma dúvida em relação a compra de uma cerveja como um presente e aos meus amigos que não se acanhem. Podem me dar quantas cervejas vocês quiserem!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

BAIXO CUSTOM - HONDA CB1

As customizações feitas em motos de pequena cilindrada, com o intuito de manter a mobilidade nos grandes centros sem perder o estilo chamam muito a minha atenção.

Recentemente fiz uma postagem de um projeto aqui de Ubá, feito pelo pessoal da Fortiori Moto Design.

Hoje encontrei mais uma Brat Style feita com uma Honda CB1 que é produzida na Argentina. Para os hermanos ela é o que a CG Titan é pra gente. Uma moto pra tacar o pau.


A moto foi feita pela oficina Coronas Modificadas, que eu não conhecia mas parece que é referência por lá. Então vale dar uma conferida na página dos caras, pois tem muito trabalho bacana.









Via 8negro.

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

IBIT BEER - STOUT

O brother César esteve em Ibitipoca-MG recentemente e lembrou de mim. Ele me trouxe uma cerveja que é fabricada lá que eu ainda não tinha provado.

Na época que estive lá conversei com o rapaz que faz as cervejas, mas não sei porque motivos não fiz uma postagem sobre isso e hoje já não me lembro de tudo o que ele me falou. Enfim, é uma boa desculpa para voltar lá.

Em relação à cerveja, esse que eu ganhei é uma Stout.


Graduação Alcoólica: Como o rótulo é muito simples e não apresenta nenhuma informação além do nome e do tipo da cerveja, eu diria que a graduação fica entre 5,00% vol e 7,00% vol
Tipo: Stout
Apresenta sabor marcante e nuances que remetem ao café, toffee e defumado com um amargor bem equilibrado. No aroma o lúpulo é bem fraco e as notas de malte tostado, café e defumado são mais marcantes, este último chega a ser demasiado forte, o que pode atrapalhar um pouco o conjunto da cerveja. Na aparência a cor escura e opaca entra em contraste com a espuma extremamente cremosa e duradoura. Não filtrada, ela apresenta deposição no fundo da garrafa.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

XJR1300 - THE SINNER

A XJR é uma moto que muito me agrada, principalmente pela facilidade de customização. Ela já foi assunto aqui e aqui, e hoje volto a falar sobre ela. Desta vez uma 1300 (modelo 2006) customizada pela oficina espanhola Macco Motors.


O oficina é famosa por fazer ótimos trabalhos em Triumphs, e nessa Yamaha eles buscaram fazer uma moto que fosse fácil de pilotar no dia a dia e divertida ao mesmo tempo.

As principais modificações foram:
-Direção trocada pela da Suzuki GSX-R1000;
-Freios Tokico;
-Suspensão traseira Öhlins;
-Pára lamas dianteiro em fibra de vidro (handmade);
-Pneus Metzeler Sportec M5s;
-Escape 4x2 Escapes GR (handmade);
-Traseira redesenhada e banco sob medida (handmade);
-Semi-guidões com um posicionamento mais agressivo;
-Retrovisores bar-end.





E essa pintura em vermelho sangue e detalhes em preto e amarelo ficou muito foda. Dispensa comentários.



Via BIKE EFIX.

domingo, 22 de novembro de 2015

WÄLS - PETROLEUM

Mais uma bela cerveja produzida pela Wäls. Assim com as últimas que eu bebi, essa também com os dois pés no seu peito. Encorpada, sabor marcante, coloração escura, aroma de malte tostado e chocolate, espuma cremosa e persistente.


Graduação Alcoólica: 12,00% vol
Tipo: Russian Imperial Stout
A receita da Wäls Petroleum foi elaborada pela DUM Cervejaria em conjunto com o mestre cervejeiro da Wäls. A cervejaria adotou um conceito tipicamente europeu, com plantas fabris de pequeno porte e controle absoluto do processo.

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

BAIXO CUSTOM - BRAT STYLE 125cc

A Fortiori Moto Design já foi assunto aqui no blog, quando fiz uma entrevista com eles. Falaram sobre os primeiros projetos e o que esperam do futuro.

Hoje eles aparecem aqui mais uma vez, agora com um novo projeto. Uma Brat Style feita a partir de uma Yamaha Factor 125cc.


Da base, foram utilizados apenas o chassi (que teve a traseira cortada e recebeu um acabamento em arco), motor, suspensões e as rodas. Foram acrescentados:

-Tanque (combustível) de Suzuki Intruder;
-Banco em couro marrom com costuras transversais (handmade);
-Guidon Suzuki Yes 125;
-Retrovisores universais;
-Manoplas e pedais com acabamento em couro (handmade);
-Velocímetro Honda CG 82;
-Para-lamas em chapa de aço (handmade);
-Caixa de componentes elétricos em inox (handmade);
-Proteção da corrente em inox (handmade);
-Filtro de ar esportivo;
-Ponteira do escapamento em inox (handmade);
-Pneus Yamaha TT;
-Farol universal com lente amarela;
-Lanterna traseira e piscas em alumínio (handmade).




Chassi, amortecedores, rodas, e camisa do motor foram pintados de preto fosco. Atenção especial com as aletas de refrigeração polidas, assim como as tampas laterais. A única coisa que não me agradou muito foi a cor do tanque. Esse verde musgo tirou um pouco do brilho da moto, que ao meu ver merecia uma cor mais viva. Mas como a cor foi escolhida pelo proprietário da moto, não tem nem o que discutir.



Essa linha de customização, é algo que muito me agrada tanto pela simplicidade quanto pelo baixo custo do projeto. Ideal para o uso urbano e em viagens também (se você tiver bolas).

Parabéns ao pessoal da Fortiori pelo belo trabalho e que os próximos sejam ainda melhores.

sábado, 14 de novembro de 2015

BADEN BADEN - CHOCOLATE

Devo confessar que sempre fiquei com um pé atrás em relação à essa cerveja da Baden Baden. Mesmo tendo um histórico positivo, já que todas as outras cervejas deles que eu havia bebido me agradaram bem. E sempre que eu pensava em experimentá-la vinha em minha mente a comparação com a Robinsons Old Tom Chocolate, o que não está correto já que a única semelhança entre as duas é o Chocolate no nome.


Graduação Alcoólica: 6,00% vol
Tipo: Specialty Beer
A cerveja possui corpo leve e aroma com notas adocicadas de cacau. Tem um ótimo equilíbrio entre o sabor do chocolate e o amargor dos maltes tostados. Espuma persistente e cremosa, coloração escura. Enfim, foi uma grata surpresa!

terça-feira, 10 de novembro de 2015

CERVEJARIA CAZZERA - COISA LINDA

Essa cerveja eu comprei em Petrópolis, durante a visita na fábrica da Itaipava em uma lojinha.

A cervejaria CaZZera é natural de Itaipava, mas a produção e envase são feitos aqui pertinho, em Juiz de fora pela empresa Churrascaria LTDA. Capitalismo selvagem!!


Graduação Alcoólica: 7,20% vol
Tipo: Belgian Dark Strong Ale
Segue a mesma linha das Dark Strong Ale criadas pelos monges Trappistas. Feita com 7 maltes importados e dois tipos de lúpulos porém, com um toque brasileiro. Ela tem um acréscimo de capim limão e cascas de laranja na receita. Cremosa, de cor escura, tem um aroma expressivo e um leve toque defumado.

domingo, 8 de novembro de 2015

BARBADOS NA COZINHA #02 - FILÉ MIGNON AO TORNEDOR

Mais um prato aqui no Barbados. Desta vez o negócio ficou chique!!


Gostou da foto né?! Pois é, essa ai eu achei na internet e o meu almoço passou bem longe disso daí. Mas ficou muito bom considerando que eu estava com fome. Então eu fiquei satisfeito e com a sensação de dever cumprido.

Comprei uma peça inteira de filé mignon no mercado, como essa aqui.


Como nunca tinha feito nada desse tipo, a primeira coisa que procurei foi como e em que local fazer os cortes na peça. Achei esse vídeo aqui que ensina os cortes que podem ser feitos no filé mignon.


Após o corte da carne, guarde o que não será usado e tempere o tornedor. Cada pessoa tem um gosto específico quando o assunto é tempero, então fica a critério de cada um. Essa carne foi temperada com sal, pimenta e molho tabasco (aquele que eu falei na receita anterior).

O preparo foi em frigideira com azeite e manteiga, deixando a carne selar de todos os lados.


Deixe fritar até a carne ficar com coloração de tostado, mas sem queimar.


Para acompanhar: Arroz branco, batata frita, couve-flor cozida no vapor e uma Baden Baden Red Ale.

Muito fácil e rápido de fazer.